Açúcar encerra semana em baixa e volta a atingir novas mínimas

Você está aqui:
Maria Kaloudi, SXC Maria Kaloudi, SXC

22/09/2014

Os preços do açúcar encerraram a semana em baixa no mercado internacional. Na sexta-feira (19), a commodity foi negociada a 13,50 centavos de dólar por libra-peso, no vencimento outubro/14, na bolsa de Nova York. Uma expressiva retração de 29 pontos no comparativo com a véspera.

Em seu artigo semanal, o Diretor da Archer Consulting, Arnaldo Luiz Corrêa disse que participou de um evento em Ribeirão Preto na semana passada e lá foi discutido os baixos preços pagos pelo açúcar. "Os ingredientes do bolo indigesto servido pelo mercado aos produtores têm, entre eles, a atitude de esperar que houvesse uma recuperação dos preços antes de fixar o remanescente das vendas, o El Niño que não veio, as puts vendidas para financiar calls que se transformaram em armadilha letal, e - obviamente - a Tailândia ameaçando inundar a entrega contra o vencimento outubro/2014 neste final de mês, com açúcar de baixa qualidade. Difícil digerir tudo isso", comentou Corrêa.

Apesar do "bolo indigesto", o Diretor ainda comentou no artigo que existe alguém altista no mercado. "O nome dele é Abah Ofon, analista de commodities agrícolas do centenário banco inglês Standard Chartered. Numa entrevista a semana passada na rede americana CNBC, o analista acredita que o ano que vem será um ano de melhores preços para o açúcar em função da redução dos estoques e de menor rendimento da safra de cana. Detalhe: quando dava sua entrevista ao vivo, o vencimento outubro/2014 em NY estava negociando 15.09 centavos de dólar por libra-peso!", explicou Corrêa.

Em Londres, o açúcar também seguiu desvalorizado. No vencimento dezembro/14, a commodity caiu 4,10 dólares com negócios firmados em US$ 409,50 a tonelada.

Mercado interno
Já nas usinas paulistas, o açúcar subiu. Os negócios foram firmados em R$ 44,43 a saca de 50 quilos do tipo cristal, valorização de 0,43% no comparativo com a véspera.

Fonte: Biocana, com informações de Agência Udop, escrita por Patrícia Mendonça