Alkol mira usinas do Brasil para etanol celulósico

Você está aqui:
Kym McLeod, SXC Kym McLeod, SXC

26/01/2015

A companhia inglesa Alkol Biotech foca o setor sucroenergético brasileiro para expandir sua tecnologia de produção de etanol celulósico. “Há mais de 380 plantas de etanol no Brasil, todas utilizam bagaço como matéria-prima, mas também podem obter etanol celulósico”, diz Al Costa, CEO da Alkol.
As usinas brasileiras, assim, formam um nicho de mercado para trabalhar com a tecnologia da Alkol, baseada em enzimas e no híbrido de cana EUnergyCane, como é oficialmente denominada a tecnologia.
A Alkol começou a colher a primeira remessa de híbridos crescidos e prontos de cana-de-açúcar pela tecnologia EUnrgy cultivados na Espanha. O produto é o primeiro cliente da inglesa, especializado em tecnologia de etanol celulósico e com sede na Dinamarca.

Fonte: Jornal da Cana