Até setembro, a produção de celulose cresceu 6,6% e de papel, 1,4%

Você está aqui:
Receitas de exportação de papel e celulose do Brasil acumularam  um crescimento de 8,4% no período de janeiro a partir de setembro. (Imagem: Kostya Kisleyko, SXC) Receitas de exportação de papel e celulose do Brasil acumularam um crescimento de 8,4% no período de janeiro a partir de setembro. (Imagem: Kostya Kisleyko, SXC)

02/12/2013

A Bracelpa (Associação Brasileira de Celulose e Papel) divulgou o relatório Conjuntura referente ao mês de outubro. A entidade apontou que a produção brasileira de celulose, de janeiro a setembro, registrou um crescimento de 6,6% na comparação com o mesmo período de 2012 e somaram 11,10 milhões de toneladas produzidas. As exportações de celulose também cresceram e chegaram a 6,97 milhões de toneladas  - 12,6 % a mais em relação aos 6,19 milhões de toneladas , no total, nos mesmos meses de 2012.

As vendas de celulose para a China, que continua a ser o segundo maior mercado para o produto brasileiro, cresceram 26,7% no acumulado do ano, enquanto para a Europa, o principal mercado, as receitas tiveram uma ligeira variação positiva de 0,6 % no período, atingindo 1.610 milhões dólares EUA.

Com relação ao papel, a produção nacional totalizou 7,76 milhões de toneladas, o que representa um crescimento de 1,4% de janeiro a setembro deste ano, em comparação com o mesmo período em 2012, quando 7,66 milhão de toneladas foram produzidas. No acumulado, as vendas de papel no mercado interno também registrou um aumento de 2,7%, somando 4,19 milhões de toneladas.

Receitas de exportação de papel e celulose do Brasil acumularam  um crescimento de 8,4% no período de janeiro a partir de setembro. Em relação à polpa, as receitas provenientes das exportações cresceram 12,7% no acumulado do ano. Em consequência, a balança comercial do setor apresentou um resultado de EUA $ 3,90 bilhões nos 10 meses em análise ou 13,8 % superior ao resultado obtido no mesmo período de 2012.

Fonte: Celulose Online