Balança comercial tem superávit de US$ 636 milhões na primeira semana de julho

Você está aqui:
Imagem retirada de http://www.monitornacional.com/superavit-comercial-de-ue-aumento-66-por-ciento-en-marzo/ Imagem retirada de http://www.monitornacional.com/superavit-comercial-de-ue-aumento-66-por-ciento-en-marzo/

06/07/2015

A balança comercial da primeira semana de julho de 2015, com três dias úteis , registrou superávit de US$ 636 milhões. Esse valor foi resultado de exportações de US$ 2,556 bilhões e de importações de US$ 1,92 bilhão, com corrente de comércio de US$ 4,476 bilhões.

No período, as vendas externas tiveram média diária de US$ 852 milhões, resultado 14,9% menor se comparado ao mesmo período de 2014 (US$ 1,001 bilhão). A retração se deu em razão da queda nas exportações das três categorias de produtos: semimanufaturados (-16,6%), por conta da diminuição das embarques de açúcar em bruto, ferro-ligas, couros e peles e celulose; básicos (-15,7%), principalmente em razão de petróleo em bruto, minério de ferro, fumo em folhas, milho em grão, café em grão, carne bovina e farelo de soja; e manufaturados (-11,6%) devido à queda das vendas de óxidos e hidróxidos de alumínio, motores e geradores, motores para veículos, óleos combustíveis, açúcar refinado e polímeros plásticos. Em relação a junho deste ano (US$ 934,7 milhões), a queda foi de 8,8%, em virtude de diminuições nas vendas de manufaturados (-12,6%), básicos (-6,2%) e semimanufaturados (-4%).

Já as importações do período tiveram média diária de US$ 640 milhões, valor 31,4% abaixo da média de julho de 2014 (US$ 933,1). Isso ocorreu devido à redução nos gastos principalmente, com combustíveis e lubrificantes (-70,8%), veículos automóveis e partes (-36,5%), plásticos e obras (-24,4%), aparelhos eletroeletrônicos (-24,4%) e equipamentos mecânicos (-19,0%). Na comparação com junho de 2015 (US$ 719,1 milhões), a queda foi de 11%, resultado de diminuições em combustíveis e lubrificantes (-44,0%), farmacêuticos (-25,6%), veículos automóveis e partes (-24,2%) e químicos orgânicos e inorgânicos (-11,9%).

Ano
Até a primeira semana de julho de 2015, as exportações totalizaram US$ 96,885 bilhões e as importações, US$ 94,028 bilhões, gerando saldo positivo de US$ 2,857 bilhões. As vendas externas tiveram média diária de US$ 775,1 milhões, valor 14,9% menor em relação à média diária registrada no mesmo período do ano passado (US$ 910,8 milhões). Já as importações apresentaram média diária de US$ 752,2 milhões, desempenho 18,3% abaixo do registrado no mesmo período de 2014 (US$ 920,6 milhões). No ano, a corrente de comércio soma US$ 190,913 bilhões, com desempenho médio diário de US$ 1,527 bilhão. O valor é 16,6% menor que o verificado em 2014, quando a corrente de comércio foi de US$ 1,831 bilhão.

Fonte: Udop, com informações da Assessoria de Comunicação Social do MDIC