Crédito rural ao setor empresarial cresce 54,5 % de julho a novembro

Você está aqui:
Imagem: Svilen Milev, SXC Imagem: Svilen Milev, SXC

23/12/2013

Os financiamentos para a agricultura empresarial nos cinco primeiros meses da safra 2013/14(julho a novembro de 2013) alcançaram R$ 73,04 bilhões, um aumento de 54,5% em relação ao mesmo período da safra anterior, que foi de R$ 47,28 bilhões. A avaliação é realizada pelo Grupo de Acompanhamento do Crédito Rural, coordenado pela Secretaria de Política Agrícola (SPA), do Ministério da Agricultura.

Os produtores rurais contrataram R$ 54,78 bilhões em operações de custeio e comercialização, com juros controlados, o que corresponde a aumento de 49,5% ante a safra anterior (R$ 36,65 bilhões). Com recursos a juros livres, a aplicação dos produtores alcança R$ 13,56 bilhões, alta de 113,4% ante o mesmo período da safra anterior (R$ 6,35 bilhões).

Entre as linhas de crédito para custeio e comercialização, o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) totalizou empréstimos de R$ 5,12 bilhões - alta de 9,8% em relação aos meses de julho e novembro do ano passado.

Nas operações de investimento, até o momento, os agricultores aplicaram R$ 18,26 bilhões, aumento de 71,6% ante a safra anterior (R$ 10,64 bilhões).

Entre os programas na modalidade investimentos, o destaque vai para o Programa de Construção e Ampliação de Armazéns (PCA), que totalizou R$ 1,58 bilhão em operações internalizadas do Banco do Brasil e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Desse valor, R$ 838,3 milhões são de propostas em análise, enquanto o outro montante (R$ 744 milhões) refere-se às propostas aprovadas, liberadas e a liberar.

No Programa de Sustentação de Investimento (PSI-BK), que financia máquinas e equipamentos agrícolas, foram aplicados R$ 5,18 bilhões, 42,4% a mais do que o volume observado em igual período da safra passada (R$ 3,64 bilhões).

Fonte: Globo Rural