Mato Grosso do Sul deve moer 6,76% a mais nesta safra

Você está aqui:
Shavin, SXC Shavin, SXC

14/04/2014

Nesta quarta-feira, 9 de abril, a Biosul – Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul divulgou sua estimativa para a safra 2014/15 na região. A entidade aponta que o estado de colher 44,3 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 6,76% em relação as 41,4 milhões de toneladas processadas no ciclo 2013/14.

O otimismo se dá por conta do aumento da área cultivada, que deve crescer 11,6%, saindo de 724,1 mil hectares para 808,1 mil hectares. De acordo com Roberto Hollanda Filho, presidente da Biosul, os números só não são melhores por conta dos problemas climáticos do ciclo anterior, como a geada registrada entre julho e agosto de 2013 e a estiagem no fim do ano passado. Ainda assim, estima-se uma recuperação do ATR – Açúcares Totais Recuperáveis, em 5%.

“No último ano, o ATR foi um dos mais baixos da história de Mato Grosso do Sul, em decorrência dos efeitos climáticos. O ciclo 2014/15 será um período de recuperação, muito em razão dos pesados investimentos que o setor faz para melhorar sua produtividade agrícola. Mesmo assim, ainda deve ficar abaixo do potencial do estado”, disse o presidente da Biosul.

Já sobre a fabricação de açúcar a entidade estima crescimento de 19,12%, chegando a 1,6 milhão de toneladas. A produção de etanol deve sair dos atuais 2,2 bilhões de litros para 2,4 bilhões; e a de energia, de 1.609 GWh para 2.182 GWh.

Vinte e duas usinas deverão trabalhar neste ciclo, sendo que 14 já estão em atividade e as outras devem iniciar até 15 de maio.

Fonte: ProCana Brasil