Superávit da balança comercial chega a US$ 50 bilhões na parcial deste ano

Você está aqui:
Imagem retirada de https://epocanegocios.globo.com/Economia/noticia/2018/02/brasil-recebe-em-janeiro-maior-entrada-de-dolares-em-sete-anos.html Imagem retirada de https://epocanegocios.globo.com/Economia/noticia/2018/02/brasil-recebe-em-janeiro-maior-entrada-de-dolares-em-sete-anos.html

12/11/2018

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 50,301 bilhões no acumulado deste ano, até este domingo (11), informou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O valor é a diferença entre as exportações e as importações no período.

O resultado é 16,5% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando o saldo positivo da balança foi de US$ 60,266 bilhões.

No acumulado deste ano, de acordo com o MDIC, as exportações somaram US$ 206,217 bilhões, com média diária de US$ 954 milhões (alta de 8,7% sobre o mesmo período do ano passado).

As importações, por sua vez, totalizaram US$ 155,916 bilhões, ou US$ 721 milhões por dia útil (aumento de 20,5% em relação ao mesmo período de 2017).

Mês de novembro
Na parcial de novembro, até o dia 11, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,665 bilhões, de acordo com os dados oficiais.

Segundo o governo, as exportações somaram, no acumulado deste mês, US$ 7,137 bilhões (crescimento de 42,6% na comparação com o mesmo período do ano passado) e, as importações, US$ 4,472 bilhões (alta de 13,4%).

Comparado a novembro de 2017, houve aumento nas exportações de produtos básicos (+69,7%), de produtos manufaturados (+17,7%), e também de produtos semimanufaturados (+55,4%).

Do lado das importações, cresceram as compras de adubos e fertilizantes (+57,4%), químicos orgânicos e inorgânicos (+34,2%), plásticos e obras (+20,8%), equipamentos eletroeletrônicos (+10,8%) e equipamentos mecânicos (+7%).

Ano de 2017 e previsões
No ano passado, a balança comercial registrou saldo positivo de US$ 67 bilhões, o melhor resultado desde 1989.

A expectativa do mercado financeiro para este ano é de piora. A previsão dos analistas é de superávit de US$ 56,7 bilhões nas transações comerciais do país com o exterior.

Enquanto o MDIC prevê saldo positivo de US$ 50 bilhões, o Banco Central prevê superávit de US$ 55,3 bilhões para este ano.

fonte: Udop, com informações do G1 (escrita por Alexandro Martello)